Presidente da Coopermil debate reforma da previdência com ministro


A proposta de Reforma da Previdência Social, sugerida pelo Governo Federal, pode acarretar diversos problemas aos trabalhadores rurais, no que se refere à aposentadoria. Atento às discussões que envolvem esta questão, o Presidente da Coopermil Joel Antônio Capeletti aproveitou a oportunidade de agenda com o Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, no último dia 12 de janeiro, em Porto Alegre para discutir com o mesmo sobre a comercialização do trigo gaúcho e manifestou algumas considerações a respeito, em defesa dos associados.

No que se refere à Reforma da Previdência, o Presidente apresentou três preocupações principais: a mudança fora de proporções poderá causar o afastamento ainda maior dos jovens do meio rural; a jornada dupla das mulheres trabalhadoras rurais deve ser considerada nesta proposta de reforma; apesar de reconhecer a necessidade de mudança na previdência social, pede-se que haja um olhar mais justo em relação ao agricultor, profissional que exerce uma profissão sob condições diferenciadas das demais e que é tão importante par o desenvolvimento e sustento do país.

A Proposta da Reforma da Previdência – ainda não aprovada - prevê aposentadoria aos homens e mulheres, trabalhadores rurais, com idade mínima de 65 anos e 25 anos de contribuição.

Posts Recentes
Procurar por tags